Como surgiu Café com Leite Crente?

Café com Leite Crente surgiu dos sonhos de Adriana Chalela (A Razão da Esperança), Regina Farias (Bora Ler) e João Carlos (Pastor João e a Igreja Invisível). Três amigos virtuais e irmãos em Cristo, separados por milhares de quilômetros mas que compartilham da mesma visão do Reino de Deus, Reino este que começa aqui na Terra e continuará por toda a Eternidade. Devido às nossas afinidades, decidimos unir nossos esforços para mostrar que é possível sermos 100% cristãos, mas com os pés 100% no chão, vivendo uma espiritualidade madura e responsável sem perder o amor pela vida que fomos graciosamente presenteados por nosso amoroso Pai.

Só que a família cresceu! Pelo Caminho conhecemos mais três irmãos maravilhosos, com a mesma visão do Reino: René Burkhardt (Nem de Paulo nem de Apolo: de Cristo!), Cláudio Nunes Horácio (Susto de Amor) e o "atrasildo" do Wendel Bernardes (Cinema Com Graça), que agora fazem parte desta gangue...


quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Pedagogia bem aplicada!

Um pai judeu, com a melhor das intenções, enviou seu filho para o colégio mais caro da comunidade Judaica.

Apesar das suas intenções, Samuel não ligava para as aulas.

Notas do primeiro mês:
** Matemática 2;
** Geografia 3;
** História 3;
** Literatura 2;
** Comportamento 0.

Estas espantosas classificações repetiam-se mês a mês, até que o pai se
 cansou:

-Samuel, ouve bem o que vou te dizer: se no próximo mês as tuas notas
e o teu comportamento não melhorarem, vou te mandar estudar num colégio
católico.

No mês seguinte, as notas de Samuel foram uma tragédia e o pai cumpriu com a sua palavra. Através de um rabino próximo da sua família, entrou em contato com um bispo que lhe recomendou um bom colégio franciscano, para o qual Samuel foi enviado.

Notas do primeiro mês:

** Matemática 8;
** Geografia 7;
** História 7;
** Literatura 8;
** Comportamento 8.

Notas do segundo mês:

** Matemática 10;
** Geografia 8;
** História 9;
** Literatura 10;
** Comportamento 10.

O pai, surpreso, perguntou-lhe:

- Samuel, o que aconteceu para você ir tão bem na escola? Como é que se deu este milagre?

- Não sei, papai! Não sei mesmo! Mas, assim que cheguei no colégio, apresentaram-me todos os colegas e todos os professores. Mais tarde, fomos obrigados a ir a uma igreja, lá dentro do colégio. Quando entrei, vi um homem crucificado, com pregos nas mãos e nos pés, cara de ter sofrido muito e todo ensangüentado... Fiquei muito impressionado! Então, perguntei: quem é ele? E respondeu-me um aluno do curso superior: “Ele era um judeu como você”. Então, pensei: P.Q.P....! Aqui não tem jeito! Tenho mesmo que estudar, que esses padres não estão pra  brincadeira!!!!

6 comentários:

  1. he he

    Gostei.

    É o que eu chamo de método piaget/pinochet ahauhauuaahuahuaha

    Mas, aproveitando a piada...

    Confesso que nunca entendi esse Jesus crucificado desde quando ainda nas fraldas marchava para a escola católica (só tirava dez he he)

    Convivi com freiras e padres a vida inteirinha, faz parte da minha vida familiar e social, mas jamais vou entender porque essa preferência mórbida por imagens tão deprimentes.

    Alooow, Cristo RESSUSCITOU e está assentado no Trono, reinando para sempre. E o SEU sangue derramado lá na CRUZ é pra nos trazer o alívio e a alegria da plenitude que excede todo o entendimento.

    Valeu, René, vc sempre com suas ricas colocações que dão margem a inúmeras reflexões. De forma láiti e lúdica. Porque Deus é solene mas não é sisudo. :)

    Abs <--- q num é freio rss

    ResponderExcluir
  2. Pelo que vejo, Rê, você entendeu a mensagem por tê-la experimentado na própria pele... rsssss

    Creio que a preferência deles por essas imagens deprimentes é em razão do 'ar' de piedade que elas provocam. Talvez pensassem que isso seria eficaz no convencimento que, na verdade, é o Espírito Santo que faz.

    Quanto a colocar no 'feici', fique à vontade. Recebi por email e desconheço a origem...

    ABS e Paz!

    ResponderExcluir
  3. René, beleza????

    A versão que eu conheço desta piada é a de que o menino (que ia muito mal em matemática), ao ver o gizuis crucificado, ficou com tanto medo por vê-lo pregado num "sinal de +" que decidiu estudar pra caramba!!!

    ResponderExcluir
  4. kkkkkkkkkkkkk, ótima!

    ResponderExcluir